quinta-feira, 11 de junho de 2015

CADA BAGO DO TRIGO NESTA PROPICIA ESTAÇÃO



 Querida Inês Archanjo,
          Sublime a inspiração do nosso querido e talentoso fotógrafo (nas horas vagas) Dedé Oliv, provocando, pelos sentidos, esta visão transcendente dos “nossos frutos”, uma perspectiva poética materializando lembranças de uma vida inteira onde o bem-querer foi cultivado de sol-a-sol.
          Enxerguei-me semeando, debulhando e recolhendo cada bago desse trigo, e agora, nessa propicia estação, fartando-me com o milagre do pão que alimenta a alma, adoçado e lambuzado com o mel do nosso netinho Rafael, motivação de sobra para, com o mesmo entusiasmo, reiniciar a caminhada e continuar vivendo de amor
          Renovo as mesmas declarações apaixonadas que fiz em anos anteriores: AQUI E AQUI
Te amo com todas as forças do meu coração
Fernandão
 CIO DA TERRA
Composição Chico Buarque/Milton Nascimento

Debulhar o trigo
Recolher cada bago do trigo
Forjar no trigo o milagre do pão
E se fartar de pão

Decepar a cana
Recolher a garapa da cana
Roubar da cana a doçura do mel
Se lambuzar de mel

Afagar a terra
Conhecer os desejos da terra
Cio da terra, a propícia estação
E fecundar o chão




Nenhum comentário: