terça-feira, 5 de abril de 2011

MACHISMO & HOMOFOBIA

"(...) a partir de uma premissa equivocada, para não dizer falsa, de que nós somos iguais... é claro que somos iguais perante a lei, mas somos apenas semelhantes, somos do reino animal, da espécie humana, mas cada um de nós tem sua aptidão, seu temperamento, seu modo de ser, sua dedicação ao que faz e sua responsabilidade naquilo que assume (...)”.
Meu conterrâneo muriaeense, o vice-presidente José Alencar, no final do vídeo, na última postagem: "Conjunctio Oppositorum" (clique aqui).


Não deixe de clicar nos links
         Em uma conversa na sala de professores sobre a participação do deputado Jair Bolsonaro no Programa CQC, da Rede Bandeirantes, assisti embasbacado uma colega, professora, católica, apoiar o parlamentar "naquela parte sobre homossexualismo", justificando sua posição citando capítulos e versículos da bíblia (importantíssimo este link, não deixe de clicar)

            Não sou religioso, muito menos um expert em interpretação dos textos sagrados, mas existem dois pesos e duas medidas quando se trata de conveniências morais. Por causa dos preconceitos que envolvem o assunto, tenho certeza que a veemência não seria a mesma, e nem haveria citações se o assunto tivesse sido, por exemplo, sobre a submissão feminina, já que também há dezenas de citações sobre o tema
           Se em vez da homofobia, os mesmos argumentos bíblicos da professora fossem direcionados contra a emancipação da mulher, também não levando em conta o contexto cultural e social da época, estaria negando todos os avanços conquistados pelas mulheres, sobretudo, nas últimas décadas. Seria o mesmo que apoiar, hoje, em pleno século XXI, a execução por apedrejamento da iraniana Sakineh Ashtiani, usando as escrituras para justificar este apoio (No segundo link coloquei dezenas de citações bíblicas sobre submissão e apedrejamento da mulher).
           Estas analogias moralistas são tão absurdas, que mesmo pessoas responsáveis, de bom coração, bem intencionadas e cheias de amor ao próximo, ao agirem assim, não se dão conta, mas transformam-se em algozes impiedosos, co-autores anônimos (aqui também, e aqui) e covardes de injustificáveis agressões contra uma minoria que, assim como a mulher, já era discriminada pela sociedade desde os tempos bíblicos.
           Esta visão anacrônica, eivada de preconceitos e discriminações, reproduz a mesma intolerância que estamos acostumados ver nos livros de História... As letras que matam, ao longo dos tempos, sobrepondo ao espírito que vivifica.


"O qual nos fez também capazes de ser ministros de um novo testamento, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata e o espírito vivifica". 
2 Coríntios 3:6 (2 Coríntios 3:6).

ATUALIZADO EM 19/08/2013:

Nobel da Paz: “prefiro o inferno a um paraíso homofóbico”

“Prefiro o inferno a um paraíso homofóbico”, diz Nobel da Paz e líder religioso africano. Desmond Tutu, um dos principais ativistas na luta contra o apartheid, participa de campanha internacional da ONU pela comunidade LGBT, AQUI

7 comentários:

Prof. Suintila V. Pedreira disse...

Caro amigo Fernandão...

Nem sei por onde começar os comentários dessa sua excelente postagem. Eu poderia começar citando aqui até a confiabilidade da própria Biblia, que a cada tradução sofre sutís modificações para adaptar as escrituras ao "gosto do freguês". Nem as próprias religiões que a seguem chegam a um acordo sobre as interpretações de algumas passagens, e se alguem duvida do que eu estou citando, que assista este video então: http://tvuol.uol.com.br/#view/id=misterios-da-biblia-os-evangelhos-perdidos-04021C3960D08983A6/mediaId=5814098/date=2010-08-04&&list/type=user/codProfile=yaq680z51683/

Quando alguém cita um versículo, o outro grita: "Na minha Biblia está escrito diferente!"... quantas vezes já ví isso acontecer na minha frente!

Se a Biblia foi a palavra de Deus, podemos afirmar sem erro que hoje em dia ela não é mais, de tantas modificações e adaptações que ela vem sofrendo desde sua primeira aparição (Por favor, assistam o video acima até o final. Não é a minha opinião aqui... é a de especialistas das próprias religiões!). Até na época em que ela foi criada, textos escritos pelos apóstolos foram excluídos, tudo para se obter aquela interpretação que se queria ter para os ensinamentos contidos. Como confiar cegamente em algo assim?

Mas suponhamos que ela realmente seja a palavra de Deus. Teria passado aqui entre nós um ser realmente iluminado. Alguem que teve a capacidade de sintetizar tudo o que os ensinamentos antigos diziam, e resumir em algumas poucas regras de comportamento... Jesus Cristo. Até hoje, os religiosos que seguem a Biblia se atêm aos ensinamentos do Velho Testamento. Ora, vejam o que disse Jesus:

"...Mas os fariseus, quando viram que Jesus tinha feito calar a boca aos saduceus, se ajuntaram em conselho.

E um deles, que era doutor da lei, tentando-o, perguntou-lhe:
Mestre, qual é o grande mandamento da lei?

Jesus lhe disse:
Amarás o Senhor teu Deus de todo o coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento. Este é o maior e primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Estes dois mandamentos contêm toda a lei e os profetas. (Mateus, XIII:30-40)".

Para bom entendedor, Jesus deixou de lado tudo o que foi escrito anteriormente e os resumiu em dois ensinamentos: Amar a Deus, e amar ao seu próximo, como a sí mesmo!

Ou seja... podemos afirmar que pessoas como o deputado Bolsonaro não são um bom cristão. Ele é um racista mesmo. Nem na Bíblia seus argumentos se sustentam, posto que ele não está praticando o amor ao próximo, seja lá como esse próximo seja.

Se eu fosse católico ou evangélico, iniciaria uma campanha nacional com dizeres mais ou menos assim: "A religião que não prega o amor ao próximo não é uma religião de Deus!". Acho que isso ajudaria a evitar comportamentos lamentáveis e perigosos como desse tresloucado deputado.

Abraços, caro Fernandão... prometo me manifestar mais vezes, assim que a minha crise de gastrite o permitir!

Prof. Suintila

Prof. Suintila V. Pedreira disse...

Desculpem... parece que o video não está mais disponível no link que postei. Mas no YouTube eu o encontrei... aqui: (parte 1) http://www.youtube.com/watch?v=uzjGlsNpKd0 (parte 2) http://www.youtube.com/watch?v=qCYPaJwQCkI (parte 3) http://www.youtube.com/watch?v=iuVXutmULqY Boa sessão!

Professor Zeluiz disse...

Pois é, meu amigo Fernando! O fundamentalismo MATA, como agora há pouco numa escola de Realengo. Aquele tipo com cara de "abestado" tem todas as razões para ser eleitor do Bolsonaro.

Rodrigo Santos disse...

Ele fala muita bosta... mas entre ele e a preta gil eu estou com ele! Não quero ser obrigado aa concordar com tudo que é imposto. NÃO ACHO IMPORTANTE PASSEATA GAY! NÃO ACHO LEGAL REGIME DE COTAS! Posso estar errado mas quero poder ter opinião!

e se você moderar meu comentária estará sendo igual ao radical Bolsonaro.

Magela disse...

Quando se discorda de uma pessoa no atacado não quer dizer que não se tenha pontos em comum. Sou preto (não negro) e sou contra as cotas, mesmo porque nosso país é tão miscigenado que não dá mais para saber quem é quem (minha avó é branca), além disso, a política de cotas abre precedentes perigosíssimos.
Não engoli a justificativa de que o Bolsonaro não entendeu a pergunta... para mim ele é racista sim.
Quanto a passeata gay não vejo nada de mais um grupo querer se manifestar da forma que achar melhor. Cada um na sua, e todos vivendo lado a lado com as diferenças. O Fernandão deixou isto bem claro no link “Fascista”

Jenny Horta disse...

OI Fernando! Esse papo chega a me cansar, mas temos que não deixar calar a voz de todos que sofrem com a discrinação em geral, justamente pelo que o Prof. Suintila nos diz no comentário perfeito que fez! Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Estes dois mandamentos contêm toda a lei e os profetas. (Mateus, XIII:30-40)".
Gente do quilate de BOlsonaro e tantos outros guardões da moral e bons costumes só servem para manipular a massa de carentes que foi gerada durante anos pela falta de uma educação de qualidade neste país!

Jenny Horta disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.